BAMBALÁ
BAMBALÁ

A poesia que brota do cotidiano  — vivências e diálogos sonoros de Senegal, Mali e Brasil.

Bambalá Bambalá — Mo Maie & Sobobade Band

Bambalá Bambalá nasce do encontro entre musicista brasileira Mo Maie e o grupo senegalês Sobobade Band, formado por músicos do Oeste Afrikano, que fusionam linguagens e ritmos tradicionais com a música contemporânea.

Inovador e pluridiverso, o álbum Bambalá Bambalá foi criado a partir de vivências e diálogos sonoros pautados em trocas criativas e experimentações entre músicos de diferentes origens e identidades afrikanas e diaspóricas, entre 2018 e 2020, no Senegal, Mali e Brasil.

Todas as composições do álbum são originais e inéditas, tecidas a partir de diferentes matrizes e influências musicais, tendo por fio condutor a poesia que brota do cotidiano, inerente ao fazer musical afrikano e brasileiro.

Os temas são cantados em Wolof, Brasileiro e Francês, transmitindo aos ouvintes atmosferas de World Music, entre paisagens e texturas sonoras que conectam a Música Brasileira, o Reggae, o Desert Blues e o Afro Jazz, nos relembrando que a música não tem fronteiras.

Músicos –
Mo Maie: Vocal e Flautas
Mousseke Le Polivalent : Vocal
Liz Novais: Backing Vocais
Elhadji Malick Diouf: Lead Guitar
Ndongo Faye: Percusion
Djibril Bamba Niang: Bass
Diango Diebakhate: Xalam (Jèly Ngoni)
Iberê Sansara: Clarineta
Pape Ndyaye Samba Sene: Sabar
More: Sabar

01. Goré (Mousseke Le Polivalent e Mo Maie)
02. Malungo do Mali (Mo Maie e Mousseke Le Polivalent)
03. Mani (Mo Maie)
04. Bambala Bambala (Mousseke Le Polivalent e Mo Maie)
05. Flor do Cacau (Mo Maie)
06. NDOX (Mousseke Le Polivalent e Mo Maie)
07. Casa de Mayanga (Mo Maie)
08. Ndawrabine / Kalunga Grande É O Mar (Domínio Público / Mo Maie)

Gravado em – 
Mara Star Productions Music Studio
Dakar, Sénégal
Janeiro de 2020

Lab. Áudio Na Passagem
Mariana, Minas Gerais
Setembro de 2020/Maio 2021

Estúdio Duarte
Salvador, Bahia
Maio de 2021

Ficha técnica – 
Composições: Mo Maie e Mousseke Le Polivalent
Direção de Arranjos: Ndongo Faye 
Direção musical: Ndongo Faye e Mo Maie
Produção musical: Mo Maie

Gravação: Mow Mara Star
Productions Music Studio
Mixagem: Zacca
Masterização: Buguinha Dub

Produção Executiva: Pollyanna Assis
Streaming: Ladeira Records
Marketing: Nicolas Gomides
Consultoria de Marketing: Rachel Camargo
Design: Carol Trindade
Contabilidade: Sheila Calixto
Site: Victor Burgos

Realização: Djalo Musica Nomad e Sobobade Band

Álbum contemplado pela Lei Aldir Blanc Lab — Minas Gerais, 2020

Escrevivências

Ancestralidade e Reflorestamento

Arvores: Memórias e Reflorestamento

E-book bilíngue, escrito em brasileiro, com tradução para o francês, com dois livros geminados. Publicado pela Andarilha Edições, uma editora caminhante do Recôncavo Baiano.

 

Transatlântika, o Livro de Areia

autoria : Mo Maiê
gênero : prosa/poesia
lançamento : 2021
formato : e-book
idiomas : português/francês
páginas : 206
ISBN : 978-65-991857-9-3
edição e revisão : Deisiane Barbosa e Maíra Vale
projeto gráfico e diagramação : Deisiane Barbosa
ilustrações : Maine Jesus
ilustração de capa : Yohanna Marie
fotografias : Mo Maiê
tradução : Fanny Glemarec

Transatlântika, o Livro de Areia condensa poesia e prosa, levando leitoras e leitores ao encontro de culturas musicais e cosmopercepções afrikanas. ele tem como fio condutor relatos de viagens realizadas pela autora ao oeste do continente afrikano (marrocos, senegal e mali), entre 2007 e 2020.

O livro integra a coleção Árvores Memórias e Reflorestamentos que também inclui o volume Tempo, o Livro das Árvores.

Tempo, o Livro das Árvores

autoria : Mo Maiê
gênero : prosa/entrevistas
lançamento : 2021
formato : e-book
idiomas : português/francês
páginas : 267
ISBN : 978-65-994333-1-3
edição e revisão : Maíra Vale
projeto gráfico e diagramação : Deisiane Barbosa
ilustração de capa : Yohanna Marie
fotografias : Mo Maiê; Yohanna Marie
tradução : Fanny Glemarec

Tempo, o livro das árvores é uma compilação de transcrições de relatos orais sobre estórias de vidas de tradicionalistas, pensadoras, pensadores, mestras e mestres da cultura popular, em áfrica, brasil e américa latina, que vêm sendo reunidos por mo maiê, desde 2013.

A construção deste livro baseia-se na ideia do reflorestamento cultural, a partir da escuta sensível de estórias, como caminho para combater estruturas sociais racistas, genocidas e ecocidas.

O livro integra a coleção Ávores Memórias e Reflorestamentos que também inclui o volume Transatlântika, o Livro de Areia.

Outros lançamentos —

Tradução Kindezi: A arte bakongo de cuidar de crianças — Obra escrita por Kia Bunseki Fu Ki.Au e A.M. Lukondo-Wamba, com introdução de Marimba Ani e tradução para o brasileiro por Mo Maiê — disponível para download.

 

LÉKET — Cantos de Cabaça

Performance musical

LÉKET é uma performance musical que propõe narrativas visuais/sensoriais a partir de um mergulho em melodias, ritmos e sonoridades de instrumentos musicais feitos a partir da Cabaça e instrumentos de sopro, como a flauta e o saxofone.

Na Afrika, a Cabaça está conectada com tudo o que diz respeito à ancestralidade feminina, aos afazeres domésticos, aos ciclos das águas, ao domínio das chuvas, à fertilidade dos campos e das mulheres, à medicina e à magia… 

Dos elementos vivos na paisagem, a Cabaça parece ter sido escolhida como caixa ressonante para a música natural do Cosmos, seja nas Maracas, na Kora, nos Xekerês, Ngonis, nos Balafone, Caxixis, Berimbaus, Tambor de Água.

A Cabaça, chamada Léket na língua Wolof, do Senegal, é Útero do Som, onde nascem as vibrações do coração mundo.

Calendário do Som

Contado de 12 instrumentos musicais afrikanos, reconhecendo a importância central da participação de diversos povos do continente mãe na formação da nossa identidade cultural — disponível para download gratuito.

Contos, Cantos, Cosmopercepções

Podcasts

1. Djalo Música Nomad

Série que traz um recorrido sobre a riqueza musical de países afrikanos – Mali, Angola, Nigéria, Kongo, com seleção de temas, entrevistas com tradicionalistas afrikanos, brasileiros e sessões especiais sobre instrumentos musicais tradicionais.
Produzidos em parceria com a TV UFOP e o selo Muziek Mutantti,

2. Contos dos Orixás

O projeto nasceu em Barcelona, Espanha, em 2008, de uma parceria criativa entre Mo Maie e a artista costarriquense Analu Alvarado. Trata-se de contos musicais que surgem das estórias de divindades yorubás mescladas com poesia fantástica. Em 2008, em Barcelona, foram gravados os contos de Exu e Yemanjá. Em 2013, em Salvador, Bahia, o conto de Oxossi.

Búki Burri Búki Bumá — O Livro Vivo

Video-aulas

Um trabalho digital-artesanal de educação musical afro-centrada, Búki Burri Búki Buma é uma iniciativa de educação à distância que trás séries de vídeo aulas com artistas, mestras e mestres de tradições musicais afrikanas e brasileiras, buscando criar pontes culturais, afetivas e movimentar a roda de economia criativa.

Play Video

O primeiro módulo das vídeo aulas trará uma vivência com o Mestre Mounet Camará, do povo Baga, da Guiné Conakri.

Mounet preparou para nós vídeo aulas com bases rítmicas e canto de três manifestações presentes em seu país de origem, transpassando o ensemble de dunduns, djambe e claves para a cabaça: yancadí, yuli, sorsonet.

Play Video

O segundo capítulo traz aulas com os artistas Boubacar Cissé e Bangoura, da Guiné Conakri.

Conheceremos bases rítmicas e o canto de três manifestações presentes em seu país de origem para o lamelofone gongoma e as maracas kassenetes: yancadí, yuli, sauré.

Coleção Djalo

A Coleção Djalo perpassa pelos campos da música, o audiovisual, a literatura, a dança, as artes plásticas e a arte educação, sempre propondo celebrar a riqueza e diversidade cultural do Transatlântiko Negro, tendo por inspiração referencial cosmologias, formas, timbres e texturas de instrumentos musicais ancestrais e experimentais — acesse o material.

Terreiro de Grios — Revista eletrônica

Oralidade, Cosmopercepções, Cultura Popular e Afrikanidades

RSS :
  • Teyeléen, está no ar o primeiro videoclipe da cantautora senegalesa Artisfa
    Teyeléen, estrea o videoclipe de Artisfa no Festival Niamakala 2022 Numa colaboração inédita entre cantautoras do Senegal, Brasil e Espanha, a produção do videoclipe “Teyeleen”, da senegalesa Artisfa, envolveu a participação de dezenas de pessoas ao redor do mundo, culminando em seu lançamento, no Festival Niamakala 2022. Artisfa, natural de Casamance e radicada em Dakar, […]
  • Mestra Mayá Pataxó lança o livro “A escola da reconquista”
    Este texto é um fragmento do texto original, que foi publicado no site da Teia dos Povos: https://teiadospovos.org/pedagogia-da-reconquista-retomada-do-territorio-da-ancestralidade-do-sonho-do-sentido/ . Foi escrito por Raissa da Silva e Gabriel Kieling (Coletivo Etinerâncias) e Michele Junana (Território Junana/Teia dos Povos em Luta no Rio Grande do Sul) Mestra Mayá compartilha uma pedagogia inovadora e ao mesmo tempo profundamente […]
  • AMAP realiza a primeira “Vernissage e Leilão de Artes” de Mariana
    A cidade de Mariana está vivendo grandes transformações no âmbito da cultura e das questões sociais, após o crime sócio ambiental da barragem do Fundão. Estamos vivenciando uma diáspora, em que muitas pessoas viram-se forçadas a sair de sua terra/território para deslocar-se para o centro de Mariana ou distritos, além da vinda de milhares de […]

Mo Maie

Sou musicista, arte-educadora e pesquisadora da música do transatlântico afroameríndio. Escritora, artista visual e performer, e no decorrer de minha caminhada desenvolvi diversos trabalhos em parceria com artistas, redes criativas e comunidades no Brasil, Áfrika, Oriente Médio, Ásia e Europa.

Idealizadora da plataforma criativa Djalô Música Nomad, focada em pesquisa e arte educação, sob o viés do reflorestamento cultural, afrocentricidade, saúde/fortalecimento da mulher e reverência a nossas culturas originárias.